• Estela

Dia do Consumidor

Consumo ou consumerismo?


Chegamos à semana que antes era só um dia, o do consumidor, que acontece mundialmente no dia 15 de março.

Esse dia 15 de março começou lá atrás em 1962 com um pronunciamento do então presidente americano John Kennedy e foi instituído como uma forma de esclarecer que todo consumidor tem direito à segurança, informação, à escolha e, por último mas não menos importante, a ser ouvido.

Para que as empresas e lojas lembrem do compromisso de respeitar todas as leis que protegem os seus consumidores. E acima de tudo, para que todos os envolvidos nas relações de consumo reflitam sobre o tratamento dado ao cliente final.

.

Aqui no Brasil foi instituído na época do governo Collor em 1991. Desde então o propósito foi se remodelando, até que hoje se transformou em uma data de oportunidade para promoções e vendas, principalmente na internet. O que, assim como na Black Friday, quem se dá "bem" nessa onda são as grandes empresas. E então, o que era apenas 1 dia se tornou "a semana do consumidor". E o que era a favor dele se tornou contra ele, dizendo assim de uma forma mais crua.

.

Vamos refletir que, além dessa inversão ser algo desproporcional para a economia de todos nós como indivíduos, ela também acentua os impactos sociais e ambientais.

Devido a essa distorção, há hoje uma confusão aqui entre o consumismo e o consumerismo. O primeiro todos sabemos o que é, mas e o segundo? No consumerismo as pessoas adquirem somente aquilo que caracteriza um consumo racional, controlado e responsável, que tem em conta as consequências econômicas, sociais, culturais e ambientais do próprio ato de consumir.

.

E nós da Mundo Pano resolvemos falar sobre isso, pois o trabalho que desenvolvemos junto a nossa rede tem o propósito exatamente contrário a esse consumo desenfreado. Desde o início, mesmo sem saber termos corretos aplicados a essas práticas, nós sabíamos que produzir mais devagar respeitando o ambiente e condições de trabalho era o certo. Que convidar mulheres como parceiras era o certo. Que fazer à mão peças com extremo cuidado e qualidade para durarem mais era o certo. Que utilizar materiais naturais e que geram menos impacto ambiental era o certo. Valorizamos as redes e os vínculos , por isso prezamos pela transparência e harmonia das relações de consumo.

.

Te convidamos a refletir quais exercícios você pratica diariamente para ir contra a onda do consumismo sem necessidade? Qual o seu protagonismo nisso? Diz pra gente! :)

Rua Paraguaçu, 404 | Perdizes | 05006-011

(apenas atelier, indisponível para atendimento)

© 2023 by Little Ray. Proudly created with Wix.com